Artigos

Tecnologia: Impactos e Oportunidades

Por Redação Cariri • 29 de março de 2019

Foto: freepik 

Por Isydório Alves Donato.

Quando se fala em tecnologia, quase sempre, o que se vem à mente é algo relacionado a computadores, dispositivos eletrônicos ou equipamentos que venham facilitar o trabalho humano. Esta ideia é compreensiva se observarmos a presença de dispositivos com poder computacionais em tudo que nos rodeia, mas é uma questão que deve ser analisada com profundidade para que possamos aproveitar as oportunidades que o desenvolvimento tecnológico oferece.

Analisando o significado da palavra Tecnologia (estudo da técnica), observa-se que não existe nenhuma referência aos processos computacionais. O estudo da técnica é um processo que tem como objetivo resolver um problema através da aplicação de uma técnica para melhorar a vida humana. Por exemplo, Quando o homem utiliza uma alavanca para movimentar uma pedra ele está aplicando uma técnica para diminuir a força aplicada para realizar este trabalho.

Hoje, a maioria dos equipamentos funciona de forma integrada com dispositivos eletrônicos que, por sua vez, são controlados por um sistema de informação. Os sistemas de informações possuem uma elevada capacidade de receber, armazenar, processar e distribuir dados/informação. Talvez por conta da presença deste tipo de sistema seja feita a conexão imediata de Tecnologia com dispositivos computacionais.

Em laboratórios modernos, por exemplo, após a coleta do material biológico, este é transportado via esteiras/robôs até o equipamento que fará a análise e informará automaticamente ao sistema de informação do laboratório os resultados do exame, este resultado é analisado pelo profissional responsável que pode assinar eletronicamente e disponibilizar o resultado para o paciente. Todo processo ocorre com o mínimo contato humano no material biológico, diminuindo o risco de contaminação do profissional e do material. A automatização deste processo só foi possível a partir da integração de componentes mecânicos com sensores e um sistema de informação robusto que processa todos os dados e códigos de barras fixados nos tubos de ensaio e parâmetros extraídos do material biológico. Isso aperfeiçoa a análise dos exames, que passam a ter maior precisão, em menos tempo e menor custo.

Obviamente que existem atividades que ainda não são automatizadas e possivelmente nunca serão. Mas será que uma empresa que realiza, dentro de seu processo produtivo, atividades passivas de automatização podem se manter competitivas no mercado resistindo a adoção de tecnologia? A resposta a esta pergunta pode ajudar a escolher uma profissão.

Em 2004, eu conclui minha graduação em Engenharia de Produção Mecânica e atuei exclusivamente no mercado de tecnologia até 2010. Neste período, recebi o convite para lecionar em um curso de sistemas de informação, aceitei e me apaixonei pela docência. Confesso que, antes de me apaixonar, aceitei o contive por conta da oportunidade de conhecer pessoas talentosas e montar uma equipe de trabalho na área de desenvolvimento de software. Após melhorar minha qualificação continuo acreditando nesta área e aconselho a quem busca adquirir um conhecimento útil hoje que “Aprenda a Programar”. Saber programação de sistema é tão importante quanto saber Inglês para obter uma boa colocação no mercado.

A tecnologia não é um fato novo, ela tem o objetivo de melhorar a vida humana, facilitando a execução de atividades, acrescentando eficácia e eficiência aos processos. Esta intervenção também traz efeitos negativos como corte de postos de trabalho, aumento do desemprego e desumanização. As pressões do mundo globalizado, principalmente na busca por competitividade, atua a favor da tecnologia e diante deste cenário o que fazer? Lutar contra ou investir no que as tendências apontam? Sugiro aproveitar as oportunidades geradas pela tecnologia e uma delas aponta para que o disse anteriormente: APRENDA A PROGRAMAR!!!

________________________________________________________________________________________________
Essa é uma coluna de opinião. As informações e ideias expressas neste espaço são de responsabilidade única do autor.

Isydório Alves Donato é Engenheiro de Produção formado pela Universidade Regional do Cariri – URCA, Especialista em Gestão de Projetos de TI – Faculdade de Juazeiro do Norte – FJN, Mestre em Engenharia de Software – Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife – CESAR e Professor do Curso de Engenharia de Produção da URCA.

 

CATEGORIA:

Redação Cariri