Cariri Sustentável

Sustentabilidade hoje: a necessidade de se adotar consciência ambiental

Por Márcio Silvestre • 24 de outubro de 2019
Foto: shutterstock.

Qual a minha responsabilidade com o lixo que produzo?  Essa é uma questão que levantamos hoje na Coluna CARIRI Sustentável. Na sociedade moderna, cada pessoa produz em média 1kg de lixo por dia, 60% desse material é possível reciclar, 20% a 30% são orgânicos e apenas 10% é inservível, segundo dados da organização não governamental (ONG) Global Footprint Network. É importante refletirmos sobre responsabilidade ambiental e cuidados com o planeta, adotando práticas como o consumo consciente.

Recentemente, a humanidade passou a viver em crédito por ter consumido todos os recursos naturais. O meio ambiente tem sido severamente castigado pela ganância humana. Desde as queimadas na floresta amazônica ao vazamento de óleo nas praias do nordeste brasileiro, temos visto o descuido e irresponsabilidade governamental e civil com o meio ambiente.

O consumismo desenfreado dos dias atuais e a falta de coleta seletiva nos municípios sobrecarregam os lixões e contribuem para maior degradação ambiental. É preciso começar a cuidar do planeta dentro de casa, aplicar medidas de consumo consciente, utilizando os 3 R’s da Sustentabilidade (Reduzir, Reutilizar e Reciclar). Aplique no seu dia a dia práticas de Consumo Consciente. Compre somente o que for consumir, para evitar desperdícios de alimentos, embalagens e até objetos.

Garantir a sustentabilidade com qualidade de vida

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, traçada pela Organização das Nações Unidas (ONU), tem tido especial atenção com as questões de sustentabilidade e vida terrestre, desenvolvendo um plano de ação para as pessoas, para o planeta e para a prosperidade.

Conheça todos os 17 Objetivos para transformar o mundo através do Desenvolvimento Sustentável. 

Márcio Silvestre

Márcio Silvestre

Formado pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência em Assessoria de Imprensa e Produção Cultural. "A comunicação e a arte se cruzam no meu caminho. Descobri no jornalismo a oportunidade de contar histórias e compartilhar conhecimento".