Arte e Cultura

Podcast do Cariri dá ênfase a uma das paixões nordestinas: o forró

Por Márcio Silvestre • 25 de junho de 2020

Quem gosta de forró agora tem a oportunidade de se divertir e conhecer um pouco mais a história de suas bandas e músicas preferidas. No Cariri, dois jornalista criaram o ForróCast, podcast interativo e descontraído sobre o universo forrozeiro. O projeto já conta com 21 episódios disponibilizados gratuitamente no YouTube.

Uma conversa entre amigos, num barzinho de esquina, deu origem ao projeto de podcast sobre uma paixão em comum: o forró. Os jornalistas Paulo Inácio (Shineray) e Renata Linard se debruçaram em pesquisas sobre assuntos interessantes que envolvem o universo forrozeiro, um verdadeiro resgate de lembranças pessoais e relatos históricos sobre a origem e fortalecimento desse gênero musical criado por Luiz Gonzaga.

“A gente que frequenta esses bares de esquina, onde sempre toca forró, percebemos o quanto essa é uma manifestação cultural forte na nossa região. Daí surgiu uma curiosidade sobre mais informações a respeito da vida e da trajetória artística de cantores e bandas. O que gerou uma grande nostalgia e a decisão de levar isso para mais pessoas, que poderiam ser tocadas de alguma forma por esse ritmo musical”, comenta Shineray sobre o surgimento do projeto que tem como foco resgatar a memória afetiva e valorização da identidade cultural.

Um espaço para falar de Forró

Filha de Santana do Cariri, Renata cresceu ouvindo rádio e acompanhando todos os sucessos de Calcinha Preta, uma de suas bandas preferidas. Para ela, o Forrócast é mais do que um trabalho é a oportunidade de se reencontrar com suas origens. “Decidimos colocar pra frente esse projeto, inicialmente sem grandes pretensões, dando ênfase a esse apego emocional que temos com o forró. Mas como somos dois jornalistas o produto já nasce respeitando os critérios de noticiabilidade e responsabilidade com o que vai ser falado”, destaca Renata.

Os roteiros são feitos a partir de pesquisas que se desdobram em entrevistas, tributos às bandas que marcaram época e a história e trajetória do forró desde o tradicional pede serra ao eletrônico, muitas vezes criticado. Sobre as transformações do gênero Shineray observa que “Hoje em dia, muita gente critica as letras das músicas, por que o forró não é mais tradicional, os elementos melódicos e instrumentação não são as mesma de outrora. É muito cômodo fazer isso sem levar em consideração uma análise histórica do que ocorreu. Na época de Luiz Gonzaga era muito comum os nordestinos irem para o sudeste atrás de uma vida melhor. Em suas músicas ele cantava da dor de ser um retirante. Hoje vivemos outra realidade, os valores mudaram e a manifestação cultural é uma representação do seu tempo”.

Além dos fãs do gênero, o Forrócast já tem repercussão no meio forrozeiro, os criadores participaram, em dezembro de 2019, do programa Nordeste Caboclo, da TV Diário. O sucesso do Podcast possibilitou dois momentos importantes para Renata e Shineray: uma entrevista exclusiva com o cantor Batista Lima e uma ligação surpresa do ídolo Dorgival Dantas, tema de um dos episódios do Forrócast.

Mesmo em isolamento social, os comunicadores continuam gravando os programas e disponibilizando em seu canal no youtube. Conheça o projeto através do link: https://www.youtube.com/channel/UCzZRxDd50uGjlDWGvPoFoAQ/featured

 

CATEGORIA:

Márcio Silvestre

Márcio Silvestre

Formado pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência em Assessoria de Imprensa e Produção Cultural. "A comunicação e a arte se cruzam no meu caminho. Descobri no jornalismo a oportunidade de contar histórias e compartilhar conhecimento".