Cariri Sustentável

Paleoarte é tema de exposição

Por Márcio Silvestre • 7 de março de 2019

A exposição “Gigantes do Kariri- um voo pela paleoarte” está em cartaz até o próximo dia 30 de março no hall do IU-Á Hotel. As obras, criadas pelo artista visual Francisco dos Santos, apresentam um pouco da história paleontológica da região do Cariri, através da retratação de dinossauros e pterossauros encontrados na Bacia do Araripe.

O projeto itinerante realizado pelo Shanadú Ateliê Escola em parceria com o Geopark Araripe, pretende levar a exposição, composta por seis esculturas e quatro telas,  para todas as cidades que abrigam os nove geossítios na região. De acordo com a curadora da exposição, Edvânia Martins, as obras já percorreram os municípios de Crato, Barbalha, Missão Velha, Farias Brito e Santana do Cariri, faltando apenas Nova Olinda, próximo destino da exposição.

Exposição atrai visitantes no IU-Á hotel (Foto: Márcio Silvestre)

“A recepção do público tem sido incrível. Aonde vamos o projeto tem ganhado mais força. Conquistando todos os públicos desde as crianças até os idosos. É um trabalho educativo, realizado com o apoio do Geopark Araripe, que abre espaço para a paleoarte na região”, afirma Edvânia.

A Curadora Edvânia Martins e o paleoartista Francisco dos Santos (Foto: Márcio Silvestre)

A paleoarte é uma forma de dar vida a animais pré-históricos através da escultura e pintura. Para o criador e paleoartista, Francisco dos Santos, a exposição tem um significado especial. “A mensagem que pretendemos deixar é que as pessoas valorizem e passem a conhecer a nossa história. Poucas pessoas sabem que a região do cariri é a mais rica do mundo em fósseis de pterossauros”, destaca o artista, enfantizando que o público tem interagido e admirado a exposição.

 

Márcio Silvestre

Márcio Silvestre

Formado pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência em Assessoria de Imprensa e Produção Cultural. "A comunicação e a arte se cruzam no meu caminho. Descobri no jornalismo a oportunidade de contar histórias e compartilhar conhecimento".