Arte e Cultura

Organização do Festival e órgãos públicos apresentam plano operacional de segurança da Expocrato 2019

Por Márcio Silvestre • 10 de julho de 2019

O plano operacional do Festival Expocrato 2019 foi apresentado na manhã desta quarta-feira (10), em coletiva de imprensa pela organização do Festival e representantes de órgãos públicos. O evento, que inicia no próximo sábado, 13, muda a dinâmica do Município de Crato, recebendo milhares de visitantes durante os nove dias de programação.

Participaram da coletiva, representantes dos seguintes órgãos: Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Secretaria Municipal de Segurança Pública, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Departamento Municipal de Trânsito e Vigilância Sanitária.

Diretoria do Festival Expocrato.

A megaestrutura montada no Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcante, tem sido acompanhada por profissionais de segurança, e receberá vistoria Corpo de Bombeiros na sexta-feira, 12, para que seja emitido o Certificado de Conformidade, que comprova a segurança do evento para todos os participantes. Neste ano, a Expocrato contará com uma área para cadastramento de menores que forem assistir aos shows com os responsáveis. Segundo a organização, a medida irá garantir que qualquer situação ocorrida com menor de idade, seja solucionada mediante contato com seus pais ou responsáveis.

Segurança interna e Externa

A segurança será fortalecida dentro e fora da área de shows. Serão mais de 300 homens capacitados, fazendo a segurança interna, podendo chegar a 400 homens nos últimos dias de evento, como também 40 câmeras de vigilância de alta tecnologia funcionando em 360º e uma central de monitoramento. “Temos uma grande equipe de segurança capacitada pela Polícia Federal em curso de grandes eventos para que tudo ocorra bem”, ressaltou o diretor Marcelo Rocha. Dentro da área também haverá pontos de Emergência Médica, com duas ambulâncias e 55 agentes de enfermagem e pronto-socorro.

Garantir a segurança e pacificação do evento é um trabalho que exige um plano operacional dos órgãos públicos envolvidos. De acordo com o Coronel Marcos Franklin, da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Ceará, serão empregados cerca de 150 homens no policiamento ostensivo, distribuídos em dois turnos, atuando a pé, em motos, viaturas e em cavalaria e com uma guarnição extra 24h. A 19º Delegacia Regional de Polícia próximo ao Parque de Exposições ficará em plantão com delegado e escrivães durante o evento.

Representantes de órgãos públicos apresentam planos de ações.

O Corpo de Bombeiros também terá atuação na Expocrato. De acordo com o Coronel Agnaldo Viana, serão 10 homens com duas viaturas em diferentes funções.

A nível de município, 65 agentes da Guarda Municipal se dividiram em turnos manhã (25) e tarde (40) para realizar segurança, assim como 10 agentes de trânsito do Departamento Municipal atuarão pela manhã e outros 15 pela noite, garantindo fluidez e normalidade no trânsito.

Segundo o diretor do Departamento de Trânsito do Crato, Daniel Aquino, a estimativa é que a frota de veículos – atualmente em 52 mil carros – no município quadruplique durante o evento. Operações de blitz de Lei Seca ocorrerão em diferentes horários e pequenas modificações nas linhas de transporte coletivo intermunicipal acontecerão, seguindo rotas que passam pelo Parque de Exposições.

O secretário municipal de Segurança Pública, Coronel Jarbas Freire, assegura o acréscimo no efetivo de segurança e policiamento, cobrindo 24h em áreas de grande fluxo de pessoas. “É uma grande operação feita em colaboração com os órgãos de segurança para garantir o bem estar dos visitantes e dos cidadãos. Lembramos também que o público deve ter algumas precauções sobre bens valiosos, estacionamento e, claro, se beber, não dirigir”, afirmou coronel Jarbas.

 

Fotos: Márcio Silvestre.

CATEGORIA:

Márcio Silvestre

Márcio Silvestre

Formado pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência em Assessoria de Imprensa e Produção Cultural. "A comunicação e a arte se cruzam no meu caminho. Descobri no jornalismo a oportunidade de contar histórias e compartilhar conhecimento".