Cariri Sustentável

Novos hábitos na quarentena: crie o seu jardim vertical de forma econômica e sustentável

Por Marcio Silvestre • 4 de junho de 2020

Ter um estilo de vida mais próximo à natureza é uma forma de se reconectar com nossas raízes, acalmar a ansiedade e nos fortalecer. O cultivo de plantas ornamentais ou medicinais pode ser feito mesmo em casas pequenas, sem quintal, ou  em apartamentos. Nossa coluna de sustentabilidade de hoje é ideal para quem deseja ter um jardim vertical, conversamos com o Arquiteto Renan Teixeira, que deu dicas para montar um jardim vertical de forma econômica e sustentável.

Durante a quarentena, as pessoas têm se sentido mais ansiosas, as incertezas e preocupações somadas com o isolamento social mexeram com a rotina de todo mundo. Ter mais tempo de qualidade nesse momento é fundamental para se ultrapassar essa crise sanitária e social. Que tal utilizar esse tempo para por em prática aquela ideia, sempre adiada, de se construir um lugarzinho verde em sua casa?

Arquiteto Renan Teixeira

“Nesse momento é de grande importância a gente cultivar nossas plantinhas em casa. Para quem mora em apartamento ou casa pequena a opção do jardim vertical é uma alternativa. O ideal, nesse caso, é que seja uma horta ou jardim vertical, que pode ser feito com material reciclável como garrafa pet, corda, cano PVC, ou também cordas e tábuas de pinos ou vasos”, indica Renan.

O pouco espaço na sua casa não é um impedimento. Há espécies que se adaptam a diversos lugares, sendo possível cultivar um jardim pequeno na área livre de um corredor, embaixo da escada ou na varanda. “As plantas mais indicadas para quem não tem muito espaços são plantas para área interna [sombra], como alguns tipos de palmeiras plantas ornamentais, suculentas. É importante observar identificar as necessidades de cada planta”, destaca o arquiteto.

Quanto à disposição das plantas, Renan aconselha que elas sejam colocadas próximo à área de maior luminosidade natural. Mesmo que não haja contato direto com o sol, as plantas receberão uma iluminação indireta e ventilação. “É importante que esse local seja de fácil limpeza, pois ao aguar a plantinha pode ser que respingue no chão”.

Marcio Silvestre

Marcio Silvestre

Formado pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência em Assessoria de Imprensa e Produção Cultural. "A comunicação e a arte se cruzam no meu caminho. Descobri no jornalismo a oportunidade de contar histórias e compartilhar conhecimento".