Arte e Cultura

Memória do vaqueiro reúne fiéis na Festa da Santa Cruz da Baixa Rasa, em Crato

Por Márcio Silvestre • 28 de janeiro de 2019

A 105ª Festa da Santa Cruz da Baixa Rasa, realizada na última sexta-feira, 25, em Crato, reuniu centenas de pessoas, para a celebração que reúne tradição, fé e cultura popular, recontando a história de um vaqueiro pernambucano que se perdeu na Chapada do Araripe, vindo a falecer após dias de sede e fome. Neste ano, o evento contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Crato, que levou até a Floresta Nacional do Araripe (FLONA) cerca de 1.500 pessoas e 500 cavaleiros para a celebração.

O evento anual, já se caracteriza como uma romaria e foi tombado no ano de 20015 como Patrimônio Material e Imaterial do Município, tendo a partir de então mais atenção por parte do poder público. A edição de 2019 da Festa teve início às 8h, na Igreja do Lameiro, onde os participantes seguiram em cavalgada até a FLONA, e lá celebrada uma missa em ação de graças e também aconteceram as apresentações do Reisado do Mestre Aldenir e da Mestra Zulene Galdino.

Brincantes da cultura popular, Reisado do Mestre Aldenir. (Foto: Assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal do Crato)

Memória e fé

Os mais velhos relatam que o vaqueiro, que vinha do Estado do Pernambuco para o Ceará, ficou perdido por dias, com fome e sede, até ser encontrado pouco antes de morrer, sendo sepultado ali mesmo. Há 105 anos foi realizada a primeira missa e ao longo desse tempo a peregrinação cresceu.

Um trabalho colaborativo entre o poder público e o Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio), garantiram autorização para o evento, organização, atendimento e segurança pública reforçada.

Maria de Lourdes da Conceição, do sítio São Bento, tem 62 anos e há 3 anos vem com seu cavalo Lorinho até a festa. “Aqui renovo minha fé, celebro a cultura da minha região e me sinto muito feliz junto dos meus amigos”, ressaltou.

“Trata-se de uma bela manifestação cultural e da fé de um povo. Temos um riquíssimo patrimônio e vamos preservá-lo a melhor forma”, destacou o secretário de cultura do Crato, Wilton Dedê.

(Foto: Assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal do Crato)

 

CATEGORIA:

Márcio Silvestre

Márcio Silvestre

Formado pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência em Assessoria de Imprensa e Produção Cultural. "A comunicação e a arte se cruzam no meu caminho. Descobri no jornalismo a oportunidade de contar histórias e compartilhar conhecimento".