Arte e Cultura

Exposições levam à Londres designer sertanejo e moda colaborativa brasileira

Mostras levam para a capital britânica um novo olhar sobre as referências, criatividade e potencial da moda autoral brasileira.
Por Márcio Silvestre • 20 de fevereiro de 2019

Mestre Espedito expõe em Londres (Foto: Daniela Luquini)

Paralelamente à realização da London Fashion Week, a Embaixada Brasileira em Londres, em parceria com a FECOMERCIO Ceará e SENAC/CE, promovem duas exposições que refletem a diversidade e características genuínas da moda autoral brasileira contemporânea. Afirmando a importância da influência dos aspectos culturais na indústria de moda, acontece a exposição “Meu Coração Coroado”, e lançamento do livro homônimo, em homenagem à trajetória do Mestre do Couro Espedito Seleiro.

Exposição ‘Meu Coração Coroado’ chama a atenção do público. (Foto: Daniela Luquini).

Ícone do trabalho em couro, Mestre Espedito Seleiro é um sertanejo cearense que deu novo significado ao ofício de seleiro herdado da família que atua no ramo há seis gerações. Espedito sabia desde o início que era preciso oferecer algo novo para conquistar os clientes, então agregou às técnicas tradicionais do seu ofício a sua inventividade e foi assim que nasceu o criador que conquistou as passarelas e as vitrines de grandes marcas do mercado da moda no país. Antes da viagem à Londres, o Mestre Artesão conversou com a CARIRI Revista, destacando a alegria em participar do evento. “Estou me sentindo muito feliz pelo reconhecimento. Agradeço a Deus e todos que têm enxergado o trabalho da gente e procurado divulgar para outros lugares”, comentou Seu Espedito.

Também na Embaixada Brasileira, acontece a exposição “Hora do Brasil”, projeto coordenado por Jum Nakao que reuniu profissionais de diversos segmentos criativos para desenvolver uma coleção em cinco dias. Resultado de uma parceria entre o Senac/CE e o estilista, a exposição reúne as peças criadas durante o Reality Project, ação realizada dentro da edição 2012 do Dragão Fashion Brasil, maior evento de moda autoral do país. O resultado foi uma coleção que mescla diversas culturas e saberes em 22 peças, projetadas e executadas em tempo recorde por um time formado por estilistas, designers, costureiras, artesãos, instrutores do Senac e estudantes sob a coordenação de Nakao.

O Estilista David Lee posa junto a Exposição “A Hora do Brasil”.  (Foto: Daniela Luquini).

“A presença em Londres reflete a eficiência do sistema Fecomercio em promover não só a moda do estado, mas fazendo com que esse setor extrapole fronteiras e possa vir até aqui representado por David Lee, escolhido como um dos 16 estilistas mais criativos do mundo, e Espedito Seleiro, artista consagrado que pode mostrar ao mundo a capacidade criativa da população do Nordeste”, analisa Luiz Gastão Bittencourt, vice-presidente da CNC – Confederação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. “Com ‘A Hora do Brasil’, mostramos como se pode criar moda autoral atual incentivando investidores, empresas e estilistas a olharem o Ceará com outros olhos”, completa.

Mauricio Filizola, presidente da Fecomercio/CE, destaca que as exposições trouxeram expoentes da cultura cearense para a capital britânica. “Mestre Espedito muito nos orgulha, pois traz a essência do nosso sertão, do comércio e do negociar através de uma arte que faz parte da história do Nordeste. A ‘Hora do Brasil’ também mostra um momento muito especial que retrata uma característica do Sistema, onde não fazemos nada sozinhos. Transformamos vidas no nosso dia-a-dia, mas temos um time muito alinhado nesse desenvolver e, ao trazer isso para Londres, estamos mostrando a essência do Sistema e engrandecendo nossa cultura e nossa arte ao dar espaço para esses saberes”, destaca.

*Com informações da Assessoria de Imprensa do Senac.

Serviço:

Meu Coração Coroado – Mestre Espedito Seleiro / A Hora do Brasil
Período: 15 a 22 de fevereiro
Horário: 17h30
Local: Embaixada do Brasil em Londres
Endereço: 14-16 Cockspur Street, London SW1Y 5BL

 

CATEGORIA:

Márcio Silvestre

Márcio Silvestre

Formado pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência em Assessoria de Imprensa e Produção Cultural. "A comunicação e a arte se cruzam no meu caminho. Descobri no jornalismo a oportunidade de contar histórias e compartilhar conhecimento".