Economia e Negócios

Exportações de calçados cresceram 7,4% em Juazeiro do Norte

Os produtos são vendidos para a Argentina
Por Bruna Vieira • 13 de maio de 2019

(Exportações de calçados cresceram 7,4% em Juazeiro do Norte. O destino dos produtos é a Argentina. Foto: Bruna Vieira)

Diz-se que as ferramentas essenciais ao jornalista é um bloquinho de anotações e um bom par de sapatos. E para percorrer todos os pontos turísticos do Cariri, um calçado resistente e confortável é indispensável, os romeiros que o digam. Para calçar tanta gente que mora aqui e que vem de fora, a produção é intensa. A região está entre os maiores polos calçadistas do Brasil. Em Juazeiro do Norte, as exportações cresceram 7,4% nos primeiros dois meses deste ano, em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados da Federação das Indústrias do Estado do Ceará, Fiec.

O panorama geral mostra que as exportações têm um peso pequeno no comércio internacional do município. As importações superam o valor do que é vendido fora, gerando um déficit de US$ 532,8 mil no saldo comercial. Juazeiro do Norte é o 16º no ranking das cidades que mais importam no Ceará. Todavia, seja comprando ou vendendo, os valores somados circulam na economia da região.

A indústria calçadista ganha mais importância ainda ao se levar em consideração que os calçados são os únicos produtos na pauta de exportação. Além disso, as importações registradas no período tiveram uma queda de 8,9%. Os principais produtos importados foram papéis e cartões, foram gastos US$ 351,6 mil com a compra desses produtos. Aparelhos para impressão aparecem no segundo lugar no ranking dos produtos mais importados, com US$ 76,69 mil.

 

US$ 98,9 mil foi o volume de exportações no primeiro bimestre de 2019

US$ 631,7 mil foi o volume de importações no mesmo período.

 

No setor de importações, os produtos mais utilizados pelos juazeirenses têm origem na Ásia, Europa e América do Sul. É nítida a presença dos chineses no comércio local, o que eleva a China ao patamar de principal parceiro comercial, com vendas que atingiram US$ 280 mil no período estudado. O Paraguai registrou crescimento de 172,1% na participação das importações para Juazeiro do Norte e a Espanha, 42% de aumento no volume de negócios. Ambos venderam mais de US$ 170 mil para o município.

As informações são extraídas de um estudo realizado pelo Centro Internacional de Negócios da Fiec, que apoia a internacionalização das empresas cearenses e promove ações estratégicas de capacitação e relações institucionais, para impulsionar as exportações e importações da indústria do Ceará. Faz parte da Fiec, que junto com o Serviço Social da Indústria (Sesi Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Ceará), Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) e o Observatório da Indústria formam o Sistema FIEC.

(Com assessoria)

Bruna Vieira

Bruna Vieira

Bruna Vieira é mestra em Jornalismo pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e bacharel em Jornalismo pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Atuou como repórter, produtora, editora e âncora em Rádio, TV, Impresso e Online. Vencedora dos prêmios SBR Pfizer 2017 e 2016, Fenacor 2016 e Criança PB 2015. "Recontar histórias de vida, com sensibilidade e humanismo, porque o jornalismo também é feito de afetos".