Arte e Cultura

Educação do Ceará é destaque no resultado do IDEB

O estado é o único que possui 10 dos 20 municípios mais bem classificados do Brasil.
Por Márcio Silvestre • 18 de setembro de 2020

Os municípios e escolas públicas cearenses tiveram presença expressiva entre os melhores resultados do Ensino Fundamental no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) 2019. Conforme o indicador, 21 municípios e 79 escolas cearenses estão entre os 100 mais bem avaliados nas séries iniciais deste nível (1º ao 5º ano). Na etapa final (6º ao 9º ano), 21 municípios e 73 escolas estão no ranking dos 100 melhores resultados do país.

No Cariri, o município de Juazeiro do Norte é um dos exemplos de melhoria no IDEB, que nas últimas duas edições conseguiu atingir as notas de 5.0 (2017) e 5.9 (2019), crescimento de mais de 11% comparado aos valores as médias iniciais, enquanto o Brasil cresceu uma média de 3,6%, comparado aos anos iniciais do IDEB.

A Secretária de Educação Maria Loureto, destaca que 52 unidades de ensino de Juazeiro do Norte foram avaliadas pelo MEC, todas elas atingiram a média nacional. 26 delas superaram a média nacional. “Os nossos professores sempre abraçaram a causa de um ensino de qualidade”, destaca Loureto.

O Ideb é o resultado de uma multiplicação que considera a nota de proficiência dos estudantes em Português e Matemática, de acordo com a Prova Brasil; e o fluxo de alunos aprovados no fim do ano letivo.

Crescimento na educação

O setor da educação tem apresentado melhoria significativa nos últimos anos no Ceará que desponta como o único que possui 10 dos 20 municípios mais bem classificados do Brasil: Sobral, Meruoca, Coreaú, Frecheirinha, Jijoca de Jericoacoara, Ararendá, Catunda, Milhã, Deputado Irapuan Pinheiro e Brejo Santo.

É importante ressaltar que o Ceará foi o estado brasileiro que mais cresceu no IDEB nas duas etapas do ensino fundamental quando considerados critérios socioeconômicos. A variável mede a qualidade dos diversos níveis da educação em todo o território nacional. A análise foi realizada tendo como marco inicial o ano de 2005, quando o Ideb começou a ser mensurado no País, em comparação a 2017. Desta forma, quando normalizados os dados com o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o Ceará aparece em primeiro lugar, com 6,9, em uma escala de zero a 10. Em seguida, vêm Paraná (6,6), Santa Catarina (6,5), Minas Gerais (6,5) e São Paulo (6,4).

Foto destaque: Hélio Filho.

 

CATEGORIA:

Márcio Silvestre

Márcio Silvestre

Formado pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência em Assessoria de Imprensa e Produção Cultural. "A comunicação e a arte se cruzam no meu caminho. Descobri no jornalismo a oportunidade de contar histórias e compartilhar conhecimento".