Arte e Cultura

Compras por aplicativo e novos hábitos de consumo surgem durante a pandemia

Por Márcio Silvestre • 25 de maio de 2020
Foto: Freepik

A pandemia do novo coronavírus e as medidas de distanciamento social estabelecidas pelos decretos do Governo do Estado do Ceará, as pessoas têm utilizado, cada vez mais, aplicativos de compras online. Entrega em domicílio tornou-se a principal ferramenta de vendas dos comércios durante a pandemia. Pesquisa feita pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Juazeiro do Norte aponta que mais de 60% dos caririenses entrevistados estão comprando de forma digital.

As pequenas empresas estão se adaptando as vendas por e-commerce, redes sociais e delivery. Em Crato, o empresário Witalo Sales tinha acabado de abrir um empreendimento gastronômico quando foi surpreendido com o decreto de isolamento social do Governo do Estado. “Foi um balde de água fria. Tão logo saiu o decreto a gente paralisou as atividades porque entendemos a importância disso. Não podemos colocar a nossa saúde e de outras pessoas em risco. Decidimos oferecer os serviços do restaurante com entrega em domicílio, de sexta a domingo”, comenta Witalo, que teve que se adaptar ao novo cenário, assim como muitos empreendedores.

Foto: empresário Witalo Sales dono do restaurante Sombra do Pequizeiro. (Arquivo Pessoal).

O restaurante e campo society Sombra do Pequizeiro, está localizado no sítio santo Antônio, na zona rural do Crato. Pela distancia até o centro da cidade, Witalo teve que adaptar o negócio e levar parte da estrutura para sua residência, onde são preparados os pratos e entregas. “Para nós, que ainda somos uma pequena empresa e abrimos pouco tempo antes da pandemia, o comércio online tem sido a única opção. Estamos trabalhando ativamente nas principais plataformas e tendo um bom retorno. Esperamos expandir em breve esse atendimento, estar em outras plataformas e dar mais opções para nossos clientes”, destaca.

Novos hábitos de consumo no Cariri

O padrão de consumo nos centros urbanos está passando por uma transformação. A Prefeitura de Juazeiro do Norte, por meio da Sedeci, realizou uma pesquisa para identificar quais os hábitos de consumo atuais e o que se pode esperar após o fim do isolamento social. Na pesquisa, realizada entre os dias 4 a 10 de maio, foram entrevistadas 860 pessoas, de diferentes perfis e classes sociais.

Compras pela internet 

Quando o assunto foi comprar pela internet, 38% dos entrevistados declararam que ainda não fizeram essa adesão e 62% estão comprando de forma digital. Majoritariamente, as compras são feitas em empresas locais, onde já existia a prática de compras físicas. Questionados sobre qual meio digital estão usando para comprar, 42,4% apontaram o WhatsApp, 38,6%, Instagram, e 19%, aplicativos e sites.

Após o confinamento, 64% dos entrevistados não têm pretensão de gastar com supérfluos. A prioridade será o essencial. Outros vão investir em viagens, festas, cinema e eventos de esporte, focando no lazer e entretenimento. No comércio, a maior parte das compras tende a ser de vestuário e calçados. Ainda são opções os eletrônicos e utensílios domésticos.

O resultado está disponível, na íntegra, através do link abaixo e pode ajudar os negócios locais a se reinventarem e repensar seu formato, produtos e processos para atender o novo mercado pós covid-19.

http://www2.juazeiro.ce.gov.br/arquivos/IMPACTO-NOS-HABITOS-DE-COMPRA-E-CONSUMO-Final.pdf.

 

CATEGORIA:

Márcio Silvestre

Márcio Silvestre

Formado pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência em Assessoria de Imprensa e Produção Cultural. "A comunicação e a arte se cruzam no meu caminho. Descobri no jornalismo a oportunidade de contar histórias e compartilhar conhecimento".