Cariri Sustentável

Composteiras são usadas para o reaproveitamento de alimentos e confecção de material orgânico

Por Edição Cariri • 3 de dezembro de 2020

Por Joelton Barboza

Os restos de alimentos de uma residência geralmente são descartados juntamente com o restante do lixo doméstico, porém há uma forma de reutilizar esse material através da compostagem. O local para armazenamento dos resíduos orgânicos é chamado de composteira e pode ser confeccionado de diversas formas, tanto de madeira, plástico ou no próprio solo. A transformação dos restos de comida proporciona um material rico e nutritivo para as plantas e, consequentemente, vai evitar a poluição ambiental, pois estará reaproveitando esses materiais que são considerados lixo.

O Engenheiro Agrônomo e mestre em Agronomia, Witalo Sales, recomenda que as pessoas coloquem os resíduos orgânicos em camadas. “É aconselhável que seja feito o uso de estrume, porque ele é rico em nutrientes e microrganismos que vão ser necessários para esse processo. Então para que possa ser feito em casa é necessário que organizem os resíduos em camadas de esterco, camada de restos de comida, folhas secas, serragem e assim sucessivamente, repetindo a ação até que o local possa ser preenchido”, disse.

Ele indica que seja molhado diariamente ou a cada dois dias, além de ser colocada uma lona para cobrir e favorecer o aumento da temperatura. Para maior eficácia, é necessário que a composteira fique em um local com sol para que o processo de degradação dos resíduos, para formação do composto orgânico, seja efetuado, pois ele necessita de humidade e da presença de microrganismos que vão agir nessas condições. É indispensável ainda que para o sucesso da compostagem o manipulador mexa a cada três ou cinco dias, realizando a mistura dos materiais.

Benefícios trazidos

A designer e artesã Débora Rodrigues mora em Juazeiro do Norte e possui uma composteira na sua residência. “Dessa forma deixamos de jogar muita coisa fora e assim reaproveitamos para usar em plantas. Há dois anos que a gente realiza essa ação e, quando enche, separamos e depois de três meses usamos nas plantas. O chorume gerado com o processo também é aproveitado, diluído em água e utilizado como fertilizante. Essa é uma forma que a gente procura aproveitar e reduzir a quantidade de lixo”, destacou.

Esses compostos trazem diversos benefícios para as plantas. O principal deles é a disponibilização mais rápida de nutrientes no solo para que elas possam absorver, crescer e se desenvolver. Outros fatores relevantes e benéficos são o aumento da retenção de humidade no solo, pois as plantas necessitam de água para realizar o processo fotossintético, crescerem e se desenvolverem bem. A compostagem vai disponibilizar os nutrientes necessários para esse processo e favorecer as características físicas do solo, melhorando a estruturação, como também a retenção de humidade será maior.

Alimentos utilizados

Vários alimentos podem ser usados nesse processo, sendo que os mais utilizados são os “in natura”, como por exemplo restos de frutas, legumes, verduras, cascas de ovos e borra de café. Quanto aos alimentos cozidos, que são boa parte dos resíduos orgânicos que são jogados no lixo pelas famílias, eles podem ser utilizados com ressalvas, tendo em vista que muitos têm excesso de sal e conservantes, e isso prejudica a ação microbiana necessária para a degradação dos alimentos e a formação desse composto, então pode ser utilizado de 10 a 20% desses alimentos, mas antes devem ser colocados para secar no sol ou adicionado pó de madeira ou de cerraria em quantidades equivalentes.

As composteiras são usadas tanto em pequenas proporções, por famílias que utilizam seus próprios resíduos orgânicos para produzir o produto e adubar as plantas, quanto por produtores que fazem esse processo em escala maior para adubar as lavouras, reutilizando restos de folhas e demais partes das plantas. Muitos realizam todo esse processo para comercializar esse composto com outras pessoas.

Alimento com uso restritivo

Alguns alimentos não possuem uso recomendado em composteiras, pois eles trazem desvantagens, como restos de carne, que demoram a se degradar e causam mau cheiro, atraindo insetos e animais. Restos de laticínios também como o leite e seus derivados tem degradação lenta, além de frutas cítricas como laranja, limão e abacaxi podem alterar o PH desse composto e evita a ação dos microrganismos. A frutas cítricas podem ser utilizadas em pequenas quantidades e juntamente com esterco bovino, pois ele tem uma característica de poder tampão que vai manter o PH neutro.

Edição Cariri