Artigos

Caiu na rede é peixe

Por Redação Cariri • 18 de janeiro de 2019

Por Kennedy Saldanha.

 

Hoje a intimidade é mais do que compartilhada e quem melhor utiliza os recursos da web é aquele que aprende a lidar com as ferramentas do mundo virtual. Criando seus blogs, incrementando seu perfil, elaborando sites e criando estratégias novas para a difusão do seu próprio conhecimento. A esfinge de nossos tempos é sem duvida a rede social de computadores, decifre-a ou ela o devorará. Mais sabe que mais se dispõe a aprender. É para este Internauta que o mercado tem aberto suas portas.

Se antes éramos indiferentes aos modismos da internet, hoje estar fora dela é sobre tudo estar fora de um mundo que se reconfigura a cada instante. Perca de tempo, já afirmaram alguns, lugar ideal para os egoístas já afirmaram outros. O futuro está criando uma sociedade de isolamento, já previam os profetas do cotidiano. O certo é que este modismo contemporâneo já permitiu a sociedade, sobretudo a de consumo, oportunidades sem precedentes alavancando da noite para o dia, pobres mortais á condição de jovens empresários no topo da pirâmide dos negócios.

Falamos muito de Rede Social, mas afinal o que é uma rede social? De acordo com o site Wikipédia, a biblioteca mais popular da internet, uma rede social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que partilham valores e objetivos comuns. Não necessariamente via internet.

Mas já que dispomos de tal possibilidade, rompemos com os códigos formais e hoje nos ligamos com o mesmo sentimento de pertença a várias comunidades. Sem necessariamente ter um dia conhecido de fato que são os membros desta fraternidade. Nos associamos e nos ligamos de acordo com o nosso interesse. É exatamente isto que distingue as redes sociais na internet, das redes sociais de nossa comunidade.

Na vida em comunidade somos levados a nos integrar, a interagir, a participar devido aos códigos de conduta que regem a sociedade. Livres para decidir vamos criando laços e vínculos rede á fora por dentro de nosso computador. Liberdade sem conseqüências, as vezes com incoerências, mas principalmente pela obediência da lição diária, algo como religião, dentro do espaço sagrado dos verbos de afirmação.

Sim as redes sócias também tem contribuído para retirar do isolamento aqueles que antes tinham voz, mas não tinham vez. Tímidos, contidos, os sem músculos, mas com muito cérebro para vislumbrar idéias e práticas que hoje fazem o comportamento mundial de uma nova geração. Os nerds do passado ganharam as redes de agora e agora não falam mais em míseros dólares e sim em milhão, bilhões até.

Facebookqueanos de um novo tempo inventaram moda, um novo conceito de página e ganharam o mundo, ganhando uma farta conta corrente., até caírem nas graças do cinema. E o que importa se não levou os melhores prêmios da Academia, o filme A Rede Social, comprova com A mais B que cálculos matemáticos são extremamente necessários quando queremos promover uma grande ideia. Mas acima de tudo é que grandes idéias podem alcançar o seu objetivo quando sabemos fazer o caminho. As redes sociais estão na pauta do dia, em cada ponto deste planeta tem alguém redesenhando o novo, pensado algo, querendo compartilhar. Necessitando apenas do nosso acesso. Como mensagens engarrafadas e atiradas ao mar na esperança de serem resgatadas. Pois na internet é assim, caiu na rede é peixe.

CATEGORIA:

Redação Cariri