Artigos

Bioconstrução e Sustentabilidade

Por Redação Cariri • 20 de junho de 2019

Por Larissa Galvão.

 

A Sustentabilidade é umas das palavras mais ouvidas desde o início desse nosso século; nos instiga pela presença em todo nosso universo desde os temas na escola dos filhos até às propagandas dos “eco produtos” nos supermercados. Em algum momento já nos pegamos pensando o porquê se fala tanto em Sustentabilidade e se os danos causados ao planeta são de fato tão graves quanto parece.

É urgente compreendermos a necessidade da nossa transformação enquanto sociedade em prol do equilíbrio ambiental. Muito em breve não haverá mais água potável, nem terra saudável para o plantio, a terra vai continuar aquecendo, as geleiras continuarão derretendo e por fim não teremos mais condições de viver com saúde. Parece cenário de filme fictício, mas é a realidade caso não tomemos providências para mudar o nosso padrão de produção e consumo. A Agência Brasil publicou no último dia 27 de maio o resultado de uma pesquisa feita em 2012 onde diz que 23% de todas as mortes prematuras no mundo são causadas por problemas decorrentes da degradação ambiental, foram 12,6 milhões de mortes só em 2012.

Nossos rios não são mais vistos nas cidades e raros são os que têm condições para se pescar. As árvores estão cada vez mais escassas e as poucas plantadas são danosas aos pássaros. O clima parece que está cada vez mais quente, quando chove forte o caos se põe implantado: os rios soterrados por toneladas e toneladas de entulho e lixo transbordam causando inúmeras perdas para a natureza e para o ser humano.

Bioconstrução como alternativa

Buscando minimizar os impactos ambientais e oferecer um viver mais equilibrado e saudável que a Bioconstrução surge. Ela apareceu como um ramo da arquitetura e do urbanismo graças ao movimento permacultural surgido na Austrália ainda em meados do século passado.

A Bioconstrução estrutura a sua atuação nas etapas de projeto e construção tendo sempre como elemento norteador o tripé da sustentabilidade, que é a busca por um equilíbrio ambiental, social e econômico. Por isso se busca capacitar a mão de obra local e priorizar a compra e os serviços da região.

O projeto desenvolvido para ser executado com técnicas de bioconstrução projeta soluções igualmente ecológicas que vão desde o espaço adequado para a geração de energia elétrica por meio de placas fotovoltaicas (já comumente comercializadas); passando pelo sistema de captação de água de chuvas em cisternas, para reuso em descargas, armazenamento para manutenção de jardins e até para consumo quando devidamente tratadas.

Eficiência Energética

Há hoje, no Cariri, pelo menos cinco maneiras de tratamento de águas instaladas em pequena escala: Biodigestores, Fossas Sépticas, Bacias de Evapotranspiração, Jardins Filtrantes e Círculo de Bananeiras. As três primeiras instaladas para tratar as águas de esgoto e as duas últimas voltadas para águas cinzas, auxiliando na eliminação de patógenos e bactérias de maneira biológica, sem precisar de materiais químicos, servindo ao final para irrigação de árvores.

Optamos pelo tratamento das águas geralmente dentro do lote ou terreno para otimizarmos as soluções –  você não precisa depender de um caminhão para limpar fossas e ainda pode reutilizar a água para descargas ou plantio.

Nessa mesma direção, buscamos materiais próximos do local para a construção de paredes e solucionar estruturas, utilizando algumas técnicas, como: Taipa de Pilão; Tijolos ecológicos BTC; Pedra; Hiper e Superadobe; Ferrocimento; entre muitas. O importante é compreender os princípios de cada material para cada técnica e adequar com a topografia e local da construção. A título de curiosidade, para queimar um milheiro de tijolo cerâmico são necessárias de 5 a 10 árvores adultas, geralmente sem termos a certeza da certificação dessa madeira.

Precisamos compreender que as soluções são muitas vezes simples e locais, exigindo apenas planejamento. Há construções milenares feitas de terra que permanecem intactas, como a localidade Marroquina Ait Benhaddou (cenário da série Game of Thrones e patrimônio da UNESCO pela sua importância histórica), toda construída com terra suas perfeitas estruturas foram construídas no Século XVII.

As bioconstruções com terra são mais saudáveis pois os poros do material permite filtrar os micro-organismos causadores de alergias, rinites além da massa térmica do material retardar o efeito das trocas térmicas  proporcionando um ambiente mais fresco. No Cariri há iniciativas que utilizam dessas técnicas para formação, projetos e construções de maneira ecologicamente correta, socialmente justa e economicamente viável. Trabalhar com bioconstrução e permacultura é acreditar que uma transformação mais saudável para o meio ambiente pode acontecer.

 

CATEGORIA:

Redação Cariri