Cariri Sustentável, Colunas 0

Unileão utiliza gerador de energia limpa inventado no Ceará

A invenção é inspirada no girassol, que segue a luz solar no decorrer do dia, e é mais eficaz do que o gerador estático

O Centro Universitário Unileão inaugurou em maio mais um gerador de energia sustentável no Campus Lagoa Seca. Desta vez, uma invenção cearense faz parte do projeto de sustentabilidade da instituição: o painel fotovoltaico heliotrópico, criado pelo fortalezense Roberto Campos. A invenção, que vem recebendo a atenção de pesquisadores e investidores do mundo todo, chega pela primeira vez a Juazeiro do Norte. “Já levamos à Unileão o primeiro gerador e começaremos em breve a instalação de mais 60 geradores”, Roberto contou.

O engenheiro mecânico fundou a Autoterm em 1997 e, em 2010, através da Incubadora Tecnológica do Centec (Intece), buscou auxílio para pôr em prática a sua invenção. Foram cinco anos de estudo intenso, até chegar ao gerador fotovoltaico heliotrópico: “fotovoltaico”, pois gera energia obtida da conversão de luz solar em energia elétrica; e “heliotrópico”, da heliotropia, movimento de flores, folhas e hastes que seguem a luz do sol. O lançamento da invenção aconteceu em outubro de 2014.

O Centro Universitário Unileão tem se mostrado preocupado em produzir energia limpa para abastecer seus campi. Atualmente, 816 placas solares geram energia no campus Lagoa Seca e, até o final de 2016, já evitaram a emissão de 90,8 toneladas de CO² na atmosfera.

Roberto Campos diz ter se sentido incomodado com a falta de aproveitamento da luz solar no Ceará, onde a incidência de luz do sol é comparável aos desertos do Saara (norte da África), Atacama (Chile) e o australiano. Enquanto um painel fixo chega a perder o equivalente a seis meses de sol em um ano, a invenção de Roberto tem um aproveitamento seis vezes maior e é 20% mais barato. “Ao observar isso, vi que no Brasil o painel fixo tem muito desperdício. Então eu resolvi construir um painel que seguisse o Sol tal qual um girassol”, justifica.

ENERGIA SOLAR NO BRASIL

0,01% da energia utilizada no Brasil vem da luz do sol

730 mil casas produzem sua própria energia (1,48% das residências do país)

SAIBA MAIS

Sugestões de Leitura