Cariri Sustentável 0

Todos pela Água: 250 mil foram impactados em campanha educativa

Adutoras, integração de açudes, poços profundos, chafarizes, aproveitamento de aquíferos e até dessalinização da água marina são algumas das estratégias realizadas pelo Governo do Estado do Ceará para a convivência com a estiagem que assola o estado em mais de cinco anos.

No entanto, obras por si só não é o bastante. De olho na educação e conscientização de crianças, jovens e adultos para com bom uso e aproveitamento correto da água, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), empresa de caráter misto, divulgou o número de 103.748 ações educativas realizadas pela campanha “Todos pela Água”, entre 2016 e 2017, ação integrante do Plano de Segurança Hídrica do Ceará.

A campanha realizou palestras em escolas públicas e particulares, blitzes em bairros, apresentações teatrais, exposições artísticas e visitas porta a porta em mais de 58 municípios cearenses. Estima-se que mais 250 mil pessoas foram positivamente impactadas pelas ações.

(Fotos: Ascom Cagece/Governo do Estado)

Apenas de setembro de 2016 a novembro do mesmo ano, 701 ações educativas foram desenvolvidas, onde aproximadamente 56 mil pessoas “foram sensibilizadas a respeito da pior seca da história do Ceará”, afirma a Cagece em publicação.

Com maior foco em Fortaleza e Região Metropolitana, que sofre pelo quadro crítico de sua principal fonte de abastecimento, o Castanhão, ações pontuais também foram desenvolvidas no interior do estado, como a região do Cariri.

“No interior também tivemos uma receptividade muito boa. A população da zona rural é a que sente maior impacto da seca. É notória a preocupação das pessoas, tanto que elas acabam divulgando as informações naturalmente porque é uma questão que está muito forte no cotidiano delas”, declara Flávia Taleires, gerente de Responsabilidade e Interação Social da Cagece.

Sugestões de Leitura