Josú Ribeiro
Arte e Cultura, Picotado, Revista 0

Sétima arte viva

Grupos de estudos sobre cinema existem aos montes Brasil afora, mas poucos fazem o que a Sétima, em Juazeiro do Norte, faz. Afora os encontros semanais para estudo sobre arte, estética, crítica e técnica cinematográfica, a Sétima também cria material original. Em seus quatro anos, produziu e lançou, em coquetéis de debate, 38 edições de sua revista, alimentou as salas de cinema alternativo e fez do começo ao fim o documentário Sales e Salas, sobre os antigos cinemas do Cariri. Participante ativa, Virgínia Macedo encontrou na Sétima combustível para o seu fascínio pelo cinema. “Transformei minha visão crítica sobre os filmes, sejam seus aspectos técnicos ou a mensagem que passam”, disse. Agora, além de apreciar a sétima arte, ela também media salas de exibição, seguindo os passos de Elvis Pinheiro, idealizador de tudo. Leia mais em: bit.ly/SalesSalas

Sugestões de Leitura