Arte e Cultura, Mostra Sesc 0

Seminário Arte e Pensamento debate cultura, política e barbárie no Brasil atual

“Uma antiga fala diz que uma das tarefas da arte é tornar visível o que está invisível para a sociedade”, lembrou Paulo Linhares, presidente do Instituto Dragão do Mar de Arte e Cultura e curador do Seminário Arte e Pensamento na abertura do evento, que integra a programação da 19ª Mostra Sesc Cariri de Culturas, nesta segunda-feira, 13.

Nesta edição com o tema “o visível e o invisível na cultura e na sociedade brasileira”, Paulo Linhares desafia pesquisadores, pensadores e produtores culturais a refletirem sobre o que se torna, ou não, destaque no cenário cultural do país. “A questão do visível e do invisível é uma provocação para se pensar o que, afinal, está exageradamente visível que nos impede de enxergar coisas que são urgentes, mas estão invisíveis?”, questiona.

Para darem o tom inicial do debate pela manhã, Ivana Bentes, pesquisadora em Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e o ex-secretário de políticas culturais do Ministério da Cultura, Alfredo Manevy, discutiram a crise da cultura no Brasil.

Na perspectiva de Manevy, o país passa por uma profunda reviravolta na política, onde a arte a cultura tem papel essencial na disputa da narrativa. Para ele, as memórias que confrontam as formas de autoritarismo e fascismo estão se desfazendo em barbárie e em falso moralismo. “Não basta mais apenas a política. A crise está tão profunda que a cultura ganhou papel decisivo, assim como foi em outros momentos históricos”, afirma.

Por sua vez, Ivana Bentes complementa a discussão trazendo as percepções políticas nas mídias, nas redes e nas marcas, fazendo uma análise da criminalização do artístico e de suas linguagens a partir de discursos moralistas, que se utilizam das fake news e da memética na disputa de pensamento.

 

Regina Pinho, diretora regional do Sesc Ceará, abre o Seminário Arte e Pensamento com retrospectiva e indicadores da Mostra Sesc. (Foto: Jr Panela)

 

Mais do Seminário Arte e Pensamento

Ainda nesta segunda-feira, à tarde, dois gigantes, Sérgio Machado (SP), cineasta, e Ronaldo Correia de Brito, escritor, refletiram sobre o que está invisível no Cinema e na Literatura. Em seguida, foi a vez da Música entrar em campo na mesa com Heloísa Aidar (SP), produtora cultura, Alexandre Matias (SP), jornalista e produtor cultural, e

Ivânio Azevedo, ex-Pró-Reitor de Cultura da Universidade Federal do Cariri.

Na terça-feira, 14, o tema é “o visível e o Invisível nas Artes Visuais e Fotografia”, com Janaína Melo, do Museu de Arte do Rio de Janeiro, Bitú Cassundé, curador do Museu de Arte Contemporânea do Ceará, e Pablo Manyé, docente da Universidade Regional do Cariri, às 9h.

Às 14h, “o visível e o Invisível na Dança e Teatro” ganha espaço com Joubert Arrais, docente da Universidade Federal do Cariri, Natasha Faria, pesquisadora em Artes Cênicas, e Pablo Assumpção, docente da Universidade Federal do Ceará.

 

SERVIÇO

Seminário Arte e Pensamento

Local: Teatro Sesc Adalberto Vamozi (Unidade Crato do Sesc – Rua André Cartaxo, 443 – Crato)

Período: 13 e 14/11

Informações: (88) 3586.9150 / 3523.4444

 

Sugestões de Leitura