Arte e Cultura, Bastidores, Reportagens

“Sales e Salas” conta histórias dos antigos cinemas do Juazeiro

Grupo de estudos em cinema lança documentário sobre Francisco Sales, antigo projecionista do Cine Eldorado

O grupo Sétima de cinema lançou ontem (07) o documentário Sales e Salas, contando a história do projecionista Francisco Sales, que por anos foi responsável por comandar a sala de projeção do Cine Eldorado. Este é o primeiro filme de uma série documental sobre as salas de cinemas da região a partir da memória de quem trabalhou neles.

A ideia surgiu de Aquiles Sales, músico e neto do Seu Francisco, que sugeriu o avô como pauta ao grupo de estudos em cinema, também responsável por publicar a revista mensal, de mesmo nome. Depois de entrevistas e preparações, os integrantes da Sétima se aventuraram em sua primeira produção, levando seu Sales ao pequeno cinema da Cantina Zé Ferreira, onde ele contou nos anos de ouro do Juazeiro, quando foi projecionista do Cine Teatro Roulien, fundado em 1935, e o Cine Eldorado, de 1947.

A história do cinema em Juazeiro é tão antiga quanto a da própria cidade. Conta-se que a primeira exibição de filmes aconteceu em 1916, onde hoje está a Rua Dr. Floro, surgindo o Cine Iracema, cinco anos depois. Além desses dois, do Eldorado e o Roulien, outros três cinemas existiram no centro da cidade.

Sugestões de Leitura