Notícias

Revitalização do Balneário da Nascente é discutido, em Crato

A revitalização do Balneário da Nascente, em Crato, foi pauta de discussão durante o I Seminário das Águas da Nascente: Utilização, Revitalização, Seus Efeitos e Tendências Futuras, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura no último sábado, 17, no Itaytera Clube. A administração pública do município apresentou à comunidade local o projeto piloto de revitalização baseada Saiba mais

Por Alana Maria • 20 de março de 2018

A revitalização do Balneário da Nascente, em Crato, foi pauta de discussão durante o I Seminário das Águas da Nascente: Utilização, Revitalização, Seus Efeitos e Tendências Futuras, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura no último sábado, 17, no Itaytera Clube.

A administração pública do município apresentou à comunidade local o projeto piloto de revitalização baseada em reforma da infraestrutura local, organização dos serviços e melhorias no acesso. A construção de um Museu da Hidroelétrica está em debate.

Segundo o Secretário de Cultura, Wilton Dedê, o balneário da Nascente tem grande possibilidade de se tornar patrimônio imaterial significativo para o município, uma vez que já possui características e história marcante como espaço de lazer no município.  Concordando, o assessor especial de Turismo do Crato, Luís Carlos, reforçou, em entrevista à reportagem da CARIRI, a necessidade de ampliação, organização e revitalização dos serviços e atrativos turísticos da cidade. Segundo Luís Carlos, pelo menos R$ 2 milhões em verba parlamentar, arrendadas pelo deputado federal Antônio Bahlmann, foram destinados à revitalização do Balneário.

O Balneário da Nascente é ponto histórico de lazer para os cratenses. Foi assim constituído após a paralisação da antiga Hidroelétrica que abastecia a energia do município. Atualmente funciona precariamente sob concessão pública e deverá passar a ser administrado pelo município quando a revitalização for concluída.

Ainda não há datas para serem iniciadas as obras.

CATEGORIA:

Alana Maria

Alana Maria Soares é jornalista da Cariri Revista desde 2015.
Formou-se pela faculdade de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará (UFC), no campus Cariri, onde produziu o programa cultural Percursos Urbanos Cariri, pela UFC e CCBNB, entre 2012 e 2014. Pela Editora 309, ainda produziu a Casa Cariri Revista, o Manual Inteligente da Água, o Jornal Universitário da Unileão em 2016 e 2017, entre outros produtos editoriais.
RP: 0003947/CE