Consumo e Estilo, Reportagens 1

Literatura para todos

Projeto da Urca faz leitura de livros para deficientes visuais

Criado neste ano, o Núcleo de Acessibilidade da Universidade Regional do Cariri (Nuarc) tem promovido diversos projetos que repensam a acessibilidade na Universidade, desde a entrada através do vestibular até à estrutura física do campus. Um deles é o “Empresta sua voz?”, uma iniciativa que pretende gravar os livros indicados no Vestibular para os candidatos com deficiência visual. Iniciado em março, o projeto não concluiu a tempo para a seleção 2016.2, que acontece nos próximos dias 25 e 26, mas a expectativa é que os áudios estejam prontos para o vestibular no final do ano.

“Se vamos falar sobre inclusão na Universidade, é preciso começar pelo vestibular”, diz Marta Milena, criadora do projeto Da extensão à inclusão: construção de materiais adaptados para pessoas com deficiência visual na Universidade Regional do Cariri. O Nuarc vem produzindo material para dois deficientes visuais, que cursam Direito e Ciências Sociais. Bolsistas do Nuarc imprimem os textos em braile ou produzem o material em áudio para os alunos. A professora de braile diz que a proposta do “Empresta sua voz?” é transformar vários livros em audiobooks, que sejam úteis aos alunos da Universidade e aos vestibulandos.

Em vez de entregar cada livro a um só locutor, o Nuarc vem engajando toda a comunidade no projeto e recebe funcionários da Universidade, alunos de diversos cursos e pessoas de fora do meio acadêmico, que têm se interessado em emprestar sua voz. Só no livro Aves de Arribação há nove leitores gravando diferentes capítulos, utilizando o recurso que dispõem – celulares ou microfones de notebooks. Dados da Universidade de Brasília estimam que 74% dos cegos brasileiros não sabem ler em braile, mas, segundo a professora Marta, a realidade vem mudando no Crato, onde tem aumentado o número de deficientes visuais se alfabetizando em braile.

Professores do curso de Letras se dividem áreas de pesquisa que são próximas à experiência e vivência de cada um, para contribuir em projetos que se dedicam a diferentes tipos de deficiência. O “Contado histórias surdas”, por exemplo, vem gravando material audiovisual de literatura em sinais, traduzindo livros infantis para libras. Há também projetos de pesquisa que estudam a acessibilidade no vestibular e na estrutura física dos campi da Urca.

LIVROS INDICADOS AO VESTIBULAR DA URCA, EM ADAPTAÇÃO PELO “EMPRESTA SUA VOZ”

FACA, de Ronaldo Correia de Brito
CONTOS NEGREIROS, de Marcelino Freire
PARA VIVER UM GRANDE AMOR, de Vinícius de Moraes
O SILÊNCIO LAMINADO DO CASULO, de Cleílson Pereira Ribeiro
AVES DE ARRIBAÇÃO, de Antônio Sales
AS ODES DE RICARDO REIS, de Fernando Pessoa

Contos Negreiros, de Marcelino Freire, já tem audiobook, disponível no Youtube. Selecionamos o primeiro deles:

Sugestões de Leitura

  • Karoline

    Só uma ressalva, ainda não estamos gravando material audiovisual de literatura em sinais, mais quem sabe futuramente.