Arte e Cultura, Reportagens 0

Estação Sonora apresenta jovens músicos em Barbalha

De hip hop ao samba, de rock a música clássica, evento apresenta novos artistas caririenses

A partir de hoje (17), a Escola de Saberes de Barbalha dá início à primeira edição do Estação Sonora, mostra musical de bandas das cidades do Crajubar. Durante dois dias, 10 grupos se performam em frente à Praça da Estação, em evento gratuito. O intuito do Estação Sonora é promover as bandas independentes e mostrar ao público os artistas do cenário autoral local.

Duo do Crato

Junior Crato e Fabrício da Rocha

DUO - FABRÍCIO DA ROCHA E JUNIOR DO CRATO (758x1024)

Foto: Roberto Matos

Formado por Junior Crato e Fabrício da Rocha, o duo com flauta e violão possui uma junção muito agradável de timbres. Para os fãs de Hermeto Pascoal, o espetáculo Selestrial traz novidades em arranjos e harmonias. Isto é resultado do principal desafio dessa proposta, que é reproduzir o universo gigantesco da música de Hermeto Pascoal, utilizando apenas dois instrumentos.

 

Canis

Eduardo Santo, Juan La Cierda, Bruno Eric, Jeliel Vitor

CANIS 2

Canis é uma banda barbalhense de rock alternativo, formada em junho de 2016. Baixista, guitarrista e vocalista se conhecem desde a infância, por morarem na mesma rua. Depois de anos de muita amizade, surge a ideia de criar a banda Canis.

CANIS 1

Rebu

Heitor Feitosa, Matheus Felipe, José Lucas (Cachorrão), Matheus Gomes

REBU 1 (1024x768)

A banda foi formada em 2016. Suas principais influências são a música popular brasileira e rock alternativo. Neste ano, a banda vem com uma nova formação, trazendo o melhor que a música alternativa caririense tem a oferecer.

REBU 2 (1024x805)

 

Mariana Correia

Mariana Correia 1

Com voz suave e potente, como uma mistura de Baby Consuelo e Ana Carolina, a barbalhense Mariana Correia é uma das principais artistas da região e carrega uma bagagem musical recheada pelo melhor da MPB.

Los Desperados

Abimael Fechine, Luiz Guilherme, Ariel Vitoriano e João Pedro

Los Desperados 2

“Saciamos nossa fome com um fuzz, matamos nossa sede com a zuada, nossa música fará parte das entranhas da cena musical nordestina. Não dá pra negar as influências, que vão do AC/DC até o Royal Blood. Não dá pra negar também o sangue caririense que corre em nossas veias.”

 

Conduta Moral MC’s

Aurélio, Hermeson MC e Corrinha MC

Conduta Moral 2 (1) (1024x768)

O grupo de rap foi formado no ano de 2006 na cidade de Juazeiro do Norte por Aurélio, K2 Mc e Mano Bha. Em 2011, o grupo lançou seu primeiro clipe, intitulado A gangue, com participação dos grupos Lampião Clan e Esquadrão do Rap. Logo em seguida,lançaram seu primeiro disco, A luta Do Guerreiro. Em 2012, o grupo passou por mudanças, contando com uma nova formação: entraram Hermeson Mc e Corrinha MC. O novo trio vem trabalhando firme e forte, lançando novos trabalhos, com uma nova pegada. Já acumulam dois clipes e estão trabalhando no novo disco do grupo, além de participações com grupos de todo o Brasil.

Conduta Moral 1 (1024x768)

Fabrício da Rocha

Fabrício da Rocha 2

Compositor e violonista, Fabrício passeia pelos cantos e ritmos da boa música brasileira, interpretando com personalidade canções eternas, nascidas em diferentes épocas e regiões do país. No repertório, merecem destaque os sambas de Noel Rosa, Chico Buarque e João Bosco, além de composições dos músicos Edu Lobo, Tom Jobim e Guinga. Fabrício é autodidata e faz parte de uma jovem geração de músicos que buscam aliar qualidade técnica à expressão poética e uma reconstrução estética da música brasileira. O músico tem como referências, além da música brasileira, a música erudita e o jazz. Com seu trabalho autoral, Fabrício se firmou no cenário local como um dos melhores violonistas e compositores da atualidade.

Fabrício da Rocha 1

 

Anna Júlia

Anna Julia 1 (1024x678)

Influenciada por artistas como Dorgival Dantas, Zeca Baleiro, Renato Teixeira e Marília Mendonça, Anna Júlia entra no cenário do forró pé-de-serra na cidade de Barbalha.

Anna Julia 2 (1024x678)

Vertigem

José Lucas, Ivens Garcia, João Pedro e Abimael Fechine

VERTIGEM 1 (1024x678)

A Vertigem já vem há um tempo ensaiando e compondo músicas, mas o alavancar da banda aconteceu apenas no ano de 2016, ao fecharem a formação com quatro membros. Finalmente, a line-up se consolidou e o quarteto começou a compor novas músicas. A banda tem como característica a mescla de guitarras distorcidas com elementos e melodias que transmitem também uma leveza no seu som. No momento, a Vertigem se prepara para a gravação de um EP que será produzido e lançado pela banda de forma independente.

VERTIGEM 2 (1024x678)

Míopes

Edmar Mesquita, Wesley Lima, Tomás, Joana, Rayssa

MÍOPES 2 (1024x768)

Não havia um projeto ou uma proposta pré-definida. Apenas um grupo de amigos que já tocava antes em movimentos e eventos da igreja, até que resolveram criar a banda. Inicialmente, Edmar, o baixista, lançou a ideia de fazer um “som legal” e os demais membros concordaram. Tomás, baterista, entrou a convite do guitarrista Wesley. Joana, vocalista e violonista, veio com a prima Rayssa, cantora e percussionista. Elas completam o quinteto que, além de já terem bom contato com a música, também tinha algo em comum: todos usam óculos para enxergar ao longe. Daí surgiu o nome que veio para batizar: Míopes.

 

ESTAÇÃO SONORA

17 e 18 de Março
18h
Em frente à Praça Engenheiro Dória (Praça da Estação) – Centro, Barbalha
Informações: 9 9626-7613
Escola de Saberes de Barbalha, Rua Senador Alencar – Centro – 368.

Sugestões de Leitura