Cariri Sustentável, Consumo e Estilo 0

Decoração sustentável e a baixo custo está a nossa alcance

Ela adora o cheiro da madeira, da tinta fresca e, principalmente, a recompensa que é a sensação de criar algo belo e útil a partir do muitos presumem ser nada. A figura em questão é a cratense Eliane Peixoto, artesã e decoradora, que vem ganhando destaque na cena local por suas criativas peças sustentáveis.

Tábuas de uma velha cama dão vida a mesinhas de centro e de café, como também servem de suporte para quadros na parede, cabos de vassoura erguem uma bela luminária artesanal, caixotes “inutilizáveis” agora são móveis.  Nada se perde na casa dela.

O olhar de Eliane para o descartável, o inútil, o quebrado tanto se inclina no artesanato como em sua visão particular sobre sustentabilidade. Esse ano criou a série “Do lixo ao luxo” dando nova cara e vida a objetos antes dados por caso perdido. E se é para ser sustentável, o reaproveitamento vem de materiais encontrados em casa, nas caçambas e nos galpões.  

.

dsc_0005

Ela faz tudo! “Uso uma furadeira com a facilidade com que passo batom”, Eliane Peixoto se orgulha.

.

O que já foi motivo de discriminação, confessa. “Quando a pessoa vê o nome ‘lixo’, já desperta um preconceito dentro dela e acaba por desqualificar o trabalho. Mas isso não me impede de nada, pois sei da qualidade das peças”, e continua explicando o processo de higienização, requalificação e aperfeiçoamento. “A criatividade precisa ser mais valorizada”, desabafa.

A inspiração pelo Do It Yourself sustentável veio de revistas e blogs de decoração e artesanato. “Adoro Érika Karpuk e Carolina Panini”, cita suas duas personalidades favoritas desse universo do reaproveitamento.

Mas não é apenas reaproveitar, e sim criar alegria: “decoração é transformar um ambiente em um lar. Não em um cenário, mas em um lugar com sua cara”, e seus olhos percorrem a sala de estar recém finalizada. “Uso uma furadeira com a facilidade com que passo batom”.

.

dsc_0012

Móvel reaproveitado e modificado.

.

Baixo custo, esse tipo de decoração criativa coloca em perspectiva questões de classe: “Antes decoração era algo reservado para quem tinha alto poder aquisitivo. Hoje em dia as coisas estão diferentes. Todo mundo pode ter uma casa com sua cara, com seu estilo, sua personalidade”, comenta.

Contate Eliane Peixoto pelo e-mail: elianepeixrocha@hotmail.com

.

dsc_0014

O encontro do contemporâneo com o vintage acontece nas paredes e nas cores. Capas de caderno, capas de filmes e placas antigas são aproveitadas.

.

dsc_0035

Sua casa é seu ambiente de experimentações. Não há cômodo que não tenha sido mexido e remexido. No quarto, o aplique do tecido na parede e os móveis reaproveitados.

.

dsc_0047

.

Sugestões de Leitura