12510481_1939958039561739_1411590675134795613_n
Cidades 0

Cinema no Cariri: Do rito de abrir janelas

A cada janeiro, temos no Cariri a Mostra 21 de Cinema, organizada por Elvis Pinheiro e, este ano, também pelo Grupo Sétima de Cinema. A programação completa abaixo. 

O Elvis não precisa de muito: uma sala, cadeiras, tela, projetor ligado a um computador e um disco onde estão gravados magicamente imagens e sons. Ah, em geral, há café e biscoitos. Há mais de 10 anos, Elvis abre o espaço, organiza, seleciona o que oferecer. Agora junto ao grupo Sétima de cinema, convida e recebe bem. Exige-se: disponibilidade para concentração, mais nada.

Jovens, adultos, velhos, homens, mulheres, e mais, estudantes, professores, comerciários, comerciantes, artistas, desocupados, cinéfilos, descolados, tímidos, nativos, estrangeiros em todas as combinações possíveis, e tudo isso ao mesmo tempo, e muito mais – encontram-se e “abrem-se as janelas” – como diz o anfitrião – do cinema.

Como os jogos amorosos, as sessões de cinema no Cariri têm uma etiqueta. Chegar em tempo, cumprimentar os anfitriões, rever os amigos e conhecidos, comentar o frio da sala, tomar café, comer biscoito: tudo protocolo para preparar-se para o encontro. Aí o Elvis diz alguma coisa sobre a escolha do filme, sobre o filme e sobre as próximas sessões. Algumas vezes ele, como sedutor à moda antiga, recita um poema ou lê algum pequeno trecho que dialogue com o que será assistido.

Elvis Pinheiro, o nome que estimula a exibição de cinema alternativo na região (Foto: Arquivo Cariri Revista).

Elvis Pinheiro, o nome que estimula a exibição de cinema alternativo na região (Foto: Arquivo Cariri Revista).

Escuro (passagem entre mundos): o rito do cinema. Os primeiros segundos de um filme são como as primeiras carícias em um namoro: todo o corpo em expectativa antevendo os prazeres, harmonizando-se com outro, oferecendo-se a ele. Somos todos fiéis como determina o Vinícius, enquanto dure. A cada encontro podemos amar eternamente um filme, um diretor, um ator, uma canção, um estilo, uma nacionalidade, uma época, um tema. A cada vez o encontro pode valer por um motivo diferente: às vezes é o conforto da alegria, às vezes o deconforto da estranheza, às vezes o arrebatamento da beleza, às vezes um aparente desencontro que gera necessidade de longas D.R.s de cada um consigo mesmo ou com os outros.

Quando as luzes se acendem, há um instante de pausa: outra passagem não de volta, mas para o mundo de depois de. Há quem vá embora então. O Elvis então se vira para todos. Para quebrar o silêncio e o gelo, ele começa a conversa. E depois diz: e aí? Este momento é incrível porque carrega o risco do constrangimento da pergunta: “como foi para você?”, mas, apesar disso, o que mais se experimenta é ver que a intimidade criada pela experiência compartilhada permite a cada um ser e dizer o que quer, o que pode, o que viu, o que é. Não precisa afetação, nem medo de parecer afetado. Não precisa saber de nada. Nem precisa falar. Só pode. E pode falar só o que viveu ali. E como cada um é um, sempre se vê mais pelos olhos do outro.

A experiência, que é educativa porque amplia mundos, como só os encontros amorosos podem verdadeiramente fazer, repete-se por 21 dias.

PROGRAMAÇÃO – JANEIRO:

Dia 11 
14h – Sétima 21: Diálogos de Cinema – O cinema de Xavier Dolan
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc
19h – C.R.A.Z.Y – Loucos de Amor
(Dir. Jean-Marc Vallée, Canadá, 2005, 127 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Entre os anos 60 e 80 um jovem busca se conhecer e aos que ama.
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 12
14h – Sétima 21: Diálogos de Cinema – O cinema dos irmãos Dardenne
Local: CCBNB
19h – A promessa
(Dir. Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne, Bélgica/França, 1996, 92min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Um garoto tenta cumprir a todo custo uma promessa que fez. 
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 13
14h – E o vento levou
(Dirs. Victor Fleming, George Cukor, Sam Wood, William Cameron Menzies, Sidney Franklin e David O. Selznick, EUA, 1989, 238 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: A transformação de uma menina mimada em uma sobrevivente em um mundo que acabou.
19h – O abutre 
(Dir. Dan Gilroy, EUA, 2014, 117 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Jovem em crise financeira encontra uma saída no fotojornalismo criminal.
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc

Dia 14
14h – Sétima 21: Diálogos de Cinema – A personagem cinematográfica
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc
19h – Rosetta
(Dir. Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne, Bélgica/França, 1999, 95min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Mulher busca manter-se em um emprego.
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 15
14h – Sétima 21: Diálogos de Cinema – O cinema Argentino
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc
19h – Leonera
(Dir. Pablo Trapero, Argentina/Coréia do Sul/ Brasil/ Espanha, 2008, 113min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Mulher grávida é presa acusada de assassinato.
Local: Unidade Crato do Sesc

Melancolia (Reprodução)

Melancolia (Reprodução)

Dia 16
13h30 – Sessão encoberta
17h30 – Há tanto tempo que te amo
(Dir. Philippe Claudel, Franca/Alemanha, 2008, 115 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Mulher tenta refazer a vida depois de 15 anos presa.
Local: CCBNB

Dia 17
14h – Desconstruindo Harry
(Dir. Woody Allen, EUA, 1997, 96 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Harry Block é cobrado pelas pessoas que inspiraram os personagens dos seus livros.
16h30 – Anti-Herói Americano
(Dir. Shari Springer Berman e Robert Pulcini, EUA, 2003, 101 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Arquivista de hospital resolve transformar seu cotidiano em história em quadrinhos.
19h – Relatos Selvagens 
(Dir. Damián Szifrón, Argentina/Espanha, 2014, 122 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Em várias histórias, personagens se encontram em uma situação limite.
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 18
14h – Sétima 21: Diálogos de Cinema – O cinema Iraniano
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc
19h – Febre de primavera
(Dir. Ye Lou, China/França, 2009, 116 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Na estação do amor, o desejo segue seu ritmo e busca manter-se inteiro até a chegada da primavera.
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 19
14h – Sétima 21: Diálogos de Cinema – O cinema de ficção científica
Local: CCBNB
19h – O Filho
(Dir. Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne, Bélgica/França, 2002, 103 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Um carpinteiro tem como aprendiz um jovem saído de uma instituição para menores infratores.
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 20
14h – Laurence Anyways
(Dir. Xavier Dolan, Canadá/França, 2012, 168 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Aos 30 anos, ele decide ser quem sempre sonhou.
19h – Whiplash: Em busca da perfeição 
(Dir. Damien Chazelle, EUA, 2014, 106 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Um jovem baterista busca ser o melhor músico.
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc

Whiplash: Em busca da perfeição (Reprodução)

Whiplash: Em busca da perfeição (Reprodução)

Dia 21
14h – Sétima 21: Diálogos de Cinema – O cinema de Norte-Americano: Autoral, Hollywoodiano e Clássico
Local: CCBNB
19h – Melancolia
(Dir. Lars Von Trier, Alemanha /Dinamarca /França/ Suécia, 2011, 136 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: O planeta Melancolia está prestes a entrar em rota de colisão com a Terra.
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc

Dia 22
14h – Notas sobre um escândalo
(Dir. Richard Eyre, Reino Unido, 2006, 92 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Professora novata se envolve com um aluno adolescente.
Local: Auditório do Centro de Artes e Esportes Unificados Mestre Joaquim Mulato, em Barbalha.
19h – Lunar
(Dir. Duncan Jones, Reino Unido, 2009, 97 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Astronauta há três anos vivendo sozinho da lua, está prestes a retornar para casa.
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 23
13h30 – Sessão encoberta
17h30 – De tanto bater, meu coração parou
(Dir. Jacques Audiard, França, 2005, 108 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Jovem está para decidir-se entre a carreira do pai ou outra vocação.
Local: CCBNB

Dia 24
14h – A pele que habito
(Dir. Pedro Almodóvar, Espanha, 2011, 120 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Rapaz é preso e fica nas mãos de um homem vinagtivo.
16h30 – A criança
(Dir. Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne, Bélgica/França, 2005, 100 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Rapaz tenta se desfazer de uma criança que ele acha que não tem condições de criar.
19h – Ferrugem e osso (Dir. Jacques Audiard, França, 2012, 120 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Treinadora de baleias conhece uma nova vida após sofrer um acidente traumático.
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 25
14h – Sétima 21: Diálogos de Cinema – O cinema Francês contemporâneo
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc
19h – A feiticeira da guerra
(Dir. Kin Nguyen, Canadá, 2012, 90 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Menina de 12 anos é raptada por exército rebelde e forçada a ajudá-los durante a guerra.
Local: Unidade Crato do Sesc

A Pele Que Habito (Reprodução)

A Pele Que Habito (Reprodução)

Dia 26
14h – Sétima 21: Diálogos de Cinema – O cinema estrangeiro no Oscar
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc
19h – Albert Nobbs
(Dir. Rodrigo García, Reino Unido/Irlanda, 2011, 113min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Um homem é obrigado a esconder sua identidade para poder trabalhar no século XIX.
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 27
14h – O garoto da bicicleta
(Dirs. Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne, França, 2011, 87 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: O maior desejo de um garoto é morar com seu pai.
16h30 – O silêncio de lorna
(Dirs. Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne, Alemanha/ Bélgica/ França/ Reino Unido, 2008, 105 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Imigrante albanesa tenta a qualquer custo permanecer na Bélgica.19h – Gravidade
(Dir. Alfonso Cuarón, EUA, 2013, 90 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Após uma reação de cadeia no espaço, astronauta tenta manter-se viva.
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 28
14h – Lançamento do filme brasileiro “Alone: O início”
(Dir. Cheyenne Alencar, Brasil, 2015, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Continuação do curta-metragem “Alone”. Lise Gregório, empresária do ramo de cosméticos, descobre pela internet, imóvel à venda.
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc19h – Isto não é um filme
(Dir. Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne, Bélgica/França, 2002, 103 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Um carpinteiro tem como aprendiz o jovem que assassinou seu próprio filho.
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 29

14h – Birdman or the unexpected virtue of ignorance
(Dir. Alejandro González Inárritu, EUA, 2014, 119 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Astro do cinema em franca decadência resolve estrear um espetáculo teatral.
Local: Auditório do Centro de Artes e Esportes Unificados Mestre Joaquim Mulato, em Barbalha
19h – Dois dias, uma noite
(Dirs. Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne, Bélgica/França/Itália, 2014, 95 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Sandra tem pouco tempo para conseguir mudar a opinião de seus colegas de trabalho.
Local: Unidade Crato do Sesc

Dia 30
13h30 – Sessão encoberta
17h30 – Contra a parede
(Dir. Fatih Akin, Alemanha/Turquia, 2004, 121 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: O encontro de um casal em uma clínica de reabilitação.
Local: CCBNB

Dia 31

14h – Blue Jasmine (Dir. Woody Allen, EUA, 2013, 98 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Mulher busca encontrar um novo rumo para a sua vida após falência.
16h30 – O tempo que resta (Dir. François Ozon, França, 2005, 85 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse: Fotógrafo descobre que tem pouco tempo de vida.
19h – Mommy (Dir. Xavier Dolan, Canadá/França, 2014, 134 min, classificação indicativa: 16 anos)
Sinopse:Uma viúva tenta conviver com seu filho adolescente)
Local: Unidade Crato do Sesc 

Foto de destaque: Josú Ribeiro/Reprodução

Sugestões de Leitura