Notícias, Políticas Públicas, Reportagens 0

Cinema de Crato está com obra paralisada; Secult anuncia mudança de local

A ordem de serviço para a construção de um Cinema padrão em Crato, contemplando duas salas com total de 315 acentos, foi dada ainda em novembro de 2017 e sua previsão oficial estimava a entrega da obra para maio de 2018, este mês, o que não se cumpriu.

A construção iniciada em dezembro passado encontra-se paralisada há estimados dois meses. Capim e mato crescem no canteiro de obras. Isto porque o local escolhido para receber o cinema deve mudar, segundo informa a Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, órgão responsável pelo projeto no estado.

O problema seria com exigências do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) sobre modificações no conjunto do Largo da RFFSA. A construção do Cinema estava destinada à parte do Largo próximo ao Restaurante Popular e Anfiteatro.

Um novo local para receber o equipamento está sendo estudado. Em nota, “a Secult ressalta a importância dessa obra para o desenvolvimento da Cultura do Ceará e que o financiamento do projeto está mantido, assim como o compromisso da entrega”.

Orçada em R$ 2.169.624,03 (dois milhões cento e sessenta e nove mil seiscentos e vinte e quatro reais e três centavos) com investimentos do Ministério da Cultura, Governo do Estado do Ceará e Prefeitura Municipal do Crato, as salas de cinema beneficiarão 36.000 pessoas por ano, em média, com a exibição de filmes nacionais e produções regionais a preço popular.

 

Maio de 2018: Fotografia mostra canteiro de obras abandonado. A previsão de conclusão impressa na placa oficial era 23 de maio deste ano. (Foto: Jefferson Araujo/Reprodução)

 

DADOS

Obra orçada em mais de R$ 2 milhões;

Com construção em 5659,70m² no Largo da RFFSA;

Beneficiaria 3 mil pessoas ao mês, sendo 36 mil ao ano;

No estado do Ceará, o projeto tem investimentos na ordem de R$ 33 milhões
para construção de cinemas em 10 municípios.

 

Placa oficial indica término da obra em 23 de maio de 2018 (Foto: Alana Maria)

Sugestões de Leitura