Empreendedorismo e Inovação 0

Cases de fracassos: o que não fazer no mundo dos negócios

Um ex-empresário falido 7 vezes, um consultor financeiro e dezenas de jovens com ideias de negócios bateram um papo sobre o que não fazer no mundo empresarial

Roberto Ramos, atualmente, é vice-Reitor da Universidade Federal do Cariri, mas antes disso, e antes mesmo de iniciar uma carreira acadêmica, foi empresário, dono de uma rede de locadoras de filmes, uma lanchonete e uma loja de roupas e acessórios em um shopping center na capital cearense. Poucos anos depois, todos esses negócios faliram. Ou, como Ramos prefere dizer, “deram certo até não dar mais”.

Em clima descontraído, o professor mestre de Administração, com especialidade em mercadologia e métodos quantitativos, revela às dezenas de jovens entusiasmados quais foram os erros e fracassos em seus negócios e, auxiliado pelo consultor financeiro do Sebrae, Sérgio del Corso, ensinou “como não fazer” no mundo dos negócios.

Esta foi a ação FuckUp – a maneira certa de como não fazer, realizada na quinta-feira, 16, como evento integrado da Semana Global do Empreendedorismo, organizada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) e Centro de Inovação da Microsoft.

 

Roberto Ramos, ex-empresário, fala sobre negócios fracassados (Fotos: Alana Maria)

 

APRENDE COM QUEM SABE… E COM QUEM ERROU…

Sérgio del Corso, consultor financeiro do Sebrae:

“O empreendedor apaixonado é o pior que existe. Ele só enxerga as coisas boas. Ele não se prepara para a realidade, mas para a utopia, para o conto de fadas”

“Uma ideia só não basta, ela precisa estar triangulada. É preciso ter uma ideia original. É preciso que esta ideia resolva um problema existente. E, principalmente, é preciso que exista quem pague pela solução deste problema”

“Empreender é sair da caixa; é enfrentar o mercado com soluções, não com problemas”

 

Roberto Ramos, ex-empresário quebrado 7 vezes:

“Eu odiava números, matemática e finanças era o próprio pesadelo, mas uma coisa que aprendi com a prática é que você quebra onde é ruim, portanto, você precisa se tornar um especialista no assunto que odeia”

“A teoria é como uma ferramenta. Se você só tem um martelo, tudo para você se tornará pregos e, consequentemente, haverão problemas que você não conseguirá resolver. Se você tiver na mão uma gama de ferramentas, poderá resolver qualquer problema”

“Tudo o que eu queria fazer era comprar mais produtos para as lojas, ao passo em que meu sócio queria guardar o dinheiro. Quando nos separamos, torrei o acúmulo de seis meses em DVDs para a locadora e imaginei que os clientes magicamente saberiam das novidades. Resultado: meses no vermelho. É preciso criar uma estratégia, saber que cada aspecto de um negócio é importante”

 

FUCKUP é um movimento internacional de compartilhamento das histórias de fracassos (Fotos: Alana Maria)

 

FUCKUP PELA 1ª VEZ NO CARIRI

Nascido no México, o FuckUp é um movimento internacional de compartilhamento das histórias de fracassos no mundo dos médios, pequenos e microempreendedores. Acredita-se que por meio dos erros alheios, o aprendizado possa surgir. O modelo se dá por uma rodada de apresentação, perguntas e respostas e happy hour de networking.

 

SEMANA GLOBAL DO EMPREENDEDORISMO

Desde o dia 13 deste mês de novembro, com a inauguração da Sala do Empreendedor na sede da CDL, a Semana Global do Empreendedorismo vem desenvolvendo atividades voltadas para o fomento da criatividade, inovação e fortalecimento do empreendedorismo na região do Cariri, em especial Juazeiro do Norte. Esta é a primeira vez que um evento do tipo acontece na Região Metropolitana do Cariri e vai até o dia 19. A programação completa aqui.

Sugestões de Leitura