Colunas, Digital 0

Aplicativo do Sebrae cria e analisa modelos de negócios

Quer abrir um novo negócio, mas não sabe se tem o que é preciso?

Em outubro, o SEBRAE lançou um aplicativo móvel que ajuda o empreendedor a planejar e analisar a possibilidade de criação de um novo negócio. Para quem já tem um empreendimento, o serviço funciona como um analista do que você tem feito e dá uma prévia de diagnóstico. Com o “SEBRAE Canvas” é possível desenvolver modelos de negócios e, a partir dele, testar sua viabilidade e rentabilidade. O aplicativo tem download gratuito e está disponível para sistemas operacionais iOS e Android.

Desenvolvido com a renomada tecnologia de planejamento empresarial Business Model Canvas, o aplicativo permite, de forma interativa e colaborativa, o empreendedor de criar virtualmente um negócio a partir de segmentos básicos, como: atividades canais, competências-chave, processos, recursos-chave e pessoais, estrutura de custos, fluxo de receitas, relacionamento com clientes e parcerias-chave. Um tutorial a cada passo ensina como usar cada recurso do aplicativo da maneira correta.

canvas

Reprodução do aplicativo em funcionamento

O sistema não substitui um planejamento de negócios, mas como afirma Rafael Tortato, consultor do SEBRAE/PR, “funciona como um planejamento prévio que auxilia o empreendedor a organizar sua idéia de negócio. Para as diversas análises possíveis, o Canvas permite mudar as estratégias, de uma forma simples e rápida”.

Seja para iniciar um negócio ou repensar um já existente, o SEBRAE Canvas permite que usuários interajam com comentários e avaliações de modelos. Uma análise do portal Tech Tudo sugere que “Um ponto positivo da ferramenta, consiste em sua interface intuitiva, e que proporciona uma ótima usabilidade aos seus usuários. De forma a entender melhor o objetivo de cada ponto estratégico de um Canvas, os usuários poderão clicar no ícone de ajuda presente em cada seção da tela, e receber o auxílio necessário para saber quais tipos de informações deverão ser colocadas nos post its”.

Sugestões de Leitura