IMG_0021
Cariri Sustentável 0

Alimento para o corpo e para a alma

No bairro Salesianos, em movimentada rua de Juazeiro do Norte, a recém-inaugurada comedoria Balaio de Versos estreia sob a defesa de que ainda há tempo em nossas agitadas agendas para parar, saborear uma refeição saudável e ainda curtir versos de poesia.

Ideia das amigas Sandra Alvino e Lívia Mourão, sócias no Balaio, a aposta do empreendimento recai em receitas que dialogam com o vegetarianismo e veganismo no preparo de inusitadas merendas em porções individuais.

Degustações de poesias, artes visuais e música também são atrativos na combinação de gastronomia com arte, fusão esta que começou com a mobilização de amigos artistas na reforma e decoração – toda produzida em materiais reaproveitáveis – do espaço que hoje aloca a comedoria.

IMG_9995

Simpática e intimista: Sandra e Lívia convidam a parar e apreciar uma boa e consciente refeição.

“Queremos que as pessoas venham se alimentar, não apenas comer”, diz a cozinheira Sandra, uma defensora do tempo livre. “Comer é algo que fazemos em qualquer lugar e até mesmo sem dar muita atenção ao ato. Alimentar-se é diferente. Você passa a se importar com o que está consumindo, com quais os benefícios daquele alimento, com o que ele vai te agregar de bom…”, ela explica.

Sem carne no cardápio, em seu lugar tem criatividade: Farofa de cuscuz com quiabo e erva doce, tapioca com maionese de castanha de caju ou pasta de grão de bico germinada, macarronada de soja com ervas e pães veganos (sem ovos e sem leite). Sucos só de frutas, chás só das próprias ervas e café só o bom e velho coado no pano.

Foto 06-02-17 16 27 14

(Foto: Divulgação)

Sabores aparentemente estranhos, mas que conquistaram o paladar da cliente Larissa Barreto, em visita por recomendação de amigos. “Não sou vegetariana, mas estou tentando manter uma alimentação mais saudável e adorei os pratos que provei hoje”, declara.

Apesar de não preparar nenhum tipo de carne por uma questão de consciência ambiental – sabe-se do impacto da produção de carne industrial no mundo -, Sandra evita categorizar a comedoria como veg e ainda faz uso do queijo e de ovos. “É muito difícil desviar da cultura nordestina de comer uma boa tapioca com ovo e queijo. Imagine servir algo sem carne”, brinca.

A brincadeira vem como afirmação da verdade. Logo após Larissa sair, um novo cliente entra. “Boa tarde, gente. Por favor, um cuscuz com carne moída caprichado que estou com fome”, diz Jorge. Cordialmente Sandra explica a política da casa. “E, é? Então me veja uma dessas macarronadas com soja, que parece ser bom também”.

Foto 06-02-17 16 27 25

(Foto: Divulgação)

Balaio de Versos

Rua Leão XIII, 721

Salesianos – Juazeiro do Norte

Horário de funcionamento: Terças e sextas de 9h às 19h | Quartas e quintas de 13h às 19h

Sugestões de Leitura